Como fazem as outras mães – Catarina FPB

Mais uma partilha de uma mãe que usa fraldas reutilizáveis. É a quarta mamã desta série, e a primeira que usa desde recém-nascido (mas haverá mais… ;))
Esta partilha que iniciei visa mostrar a todos os pais que as fraldas reutilizáveis são, na verdade, simples. Pretendo derrubar muros, desmistificar algo que na mente de muitos ainda, infelizmente, é visto como “complicado”. Aqui mostramos que como tudo na vida, tem as suas vantagens e desvantagens. Mas, se tantas fazemos, não pode ser assim tão complicado, certo? Acho que aqui não há masoquistas ☺
A quem estiver indeciso, a quem estiver ponderar, a quem já decidiu e quer ver o que as outras mães fazem… vamos então conhecer a Catarina?

Deixo aqui as suas respostas na íntegra, resumo das mesmas no meu instagram @asdicasdafafa.ecomommy

1. Como soubeste da existência das fraldas?
A minha mãe usou fraldas de pano com os meus irmãos (musselinas, na altura) e usar fraldas de pano foi algo que sempre equacionei, porque sempre ouvi a minha mãe dizer que, dos 3 filhos, eu fui a única que ficava assada e que achava que era de ter usado fraldas descartáveis!

2. Usaste desde RN? Se não, quais os motivos?
Sim, usámos desde o primeiro dia! Até hoje, a Gracinha só usou 3 fraldas descartáveis: a primeira fralda (porque na maternidade ignoraram a fralda que ia no saco da roupa e o parto foi num hospital em que não éramos nós a vestir a primeira roupa) e duas fraldas quando fomos a correr com ela para as urgências e deixámos tudo em casa. Tivemos de usar as do hospital.
3. Quais os teus sistemas e fraldas preferidas e porquê?
Para RN, adorei as Pop-In. São as únicas verdadeiramente pequeninas para esta fase e absorvem o suficiente para um bebé recém-nascido. Agora que já tem dois meses, já prefiro as Mita com capa. Sinto que é a única maneira de não ter fugas à noite. Para o dia, as tudo em um funcionam lindamente, mas como é preciso lavar tudo, acho menos ambientalmente responsável usar só as tudo-em-um. Até porque demoram mais a secar e há a tentação de usar a máquina de secar!
(Para mais informações sobre os vários sistemas: http://eco-mommy.com/pt-pt/cloth-nappy-systems-rundown/)

4. Como é a tua rotina de lavagem?
Dia sim dia não vai a roupa dela toda à máquina com fraldas e roupa interior nossa (senão não enchemos a máquina). Lavo a 40 graus sempre. Se houver uma fralda muito suja, passo por água primeiro (nesta fase, os cocós ainda se desfazem em água). Uso um detergente da EcoX de cheiro neutro que funciona muito bem e coloco a secar no estendal, sempre que possível ao ar livre.

5. O que vês como a maior vantagem da sua utilização?
Não ter de andar a correr para comprar fraldas e aproveitar promoções para não ir à falência. Há sempre fraldas em casa, nem que sejam musselinas que temos de dobrar.

6. O que vês com desvantagem/desafio?
Os dias frios e húmidos são difíceis. Já tivemos de usar o secador de roupa dos meus pais, porque as fraldas simplesmente não secavam…

7. Qual a atitude do companheiro?
Como em tudo na vida, escolhemos usar FR juntos. O João acha exatamente iguais às outras e é a melhor pessoa para convencer os amigos de que é mesmo fácil!